domingo, 22 de janeiro de 2017

DIY Casinha de palitos para hamster

Desta vez fiz outra casinha para hamster com palitos de picolé.

Download Molde: https://goo.gl/ujpUyp

Materiais necessários:
• Palitos de picolé
• Cola quente
• Fita dupla face

Ferramentas necessárias:
• Pistola para cola quente
• Tesoura (para cortar os palitos)
• Lápis
• Estilete
• Régua

OBS: Os palitos coloridos já vem coloridos de fábrica, mas se não tiver palitos coloridos você pode pintar com corante de alimentos.

Vídeo: como fazer uma casinha de palitos para hamster


Vídeo: versão passo a passo









segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Não saber e achar que sabe chega a ser triste...

      Quando você posta um vídeo de seu animal de estimação na internet, você recebe todo tipo de comentários, o seu vídeo pode ser ruim, pode ser bom, pode ser muito bem editado, pode ser engraçado, pode ser bonito, ou não, mas isso não importa pois nem todos vão gostar do seu vídeo e não importa se o seu vídeo é bom ou ruim.
      Isso é algo completamente normal, porém pelo menos para mim, a coisa fica meio chata quando uma pessoa que não tem nenhum conhecimento sobre o assunto, resolve dar uma de "sabichão" para cima de você.
      O problema de pessoas assim é que elas "não sabem que não sabem", "acham que sabem" e saem por aí ensinando o que acham que sabem como se soubessem de tudo, são os pseudo especialistas.

      O que exatamente essas pessoas comentam?
      Bom, hoje alguém escreveu um comentário em um vídeo meu, a pessoa comentou um de meus vídeos em que eu filmei uma ninhada de filhotes de hamster anão russo. No vídeo, os filhotes estavam todos juntinhos dormindo ou brincando.
      Então a pessoa comentou o seguinte:

      "Eles não podem viver juntos"

      Pode parecer que não é nada para quem não sabe muito sobre hamster mas é um comentário extremamente ridículo para quem cria estes animais.
      O quê exatamente é ridículo? É que os filhotes podem ficar juntos sem problemas, mas essa pessoa não sabe disso e veio me dar conselhos como se soubesse o suficiente para ensinar outras pessoas.

      É fato conhecido que os hamsters não costumam conviver. Tratando-se do hamster sírio, esse é um animal extremamente territorial e não pode ser criado junto com outro da mesma espécie se não eles acabam brigando até a morte, porém quando eles são filhotes eles podem ficar juntos sem problemas, é lógico, pois imagine se os filhotes de hamster brigassem até a morte desde que nascerem... Não faria sentido nenhum que a mãe gerasse até 18 filhotes em uma só gestação.

      Mas por que exatamente uma pessoa que julga saber de alguma coisa veio me dizer que os meus filhotes não podem viver juntos?

      Bom, no Brasil temos vários blogueiros que se auto intitulam "especialistas" e escrevem um monte de bobagens e algumas verdades sobre estes animais, como estas pessoas escrevem de maneira extremamente estérica que os hamsters não podem viver juntos em nenhuma circunstância, então grande parte das pessoas vão ler e acreditar sem pensar em nada, afinal, é o especialista que está dizendo não é?
     
      Estamos na era da informação, temos a nossa disposição uma ferramenta super poderosa de informação que é a internet, mas acho que muitas pessoas não sabem como funcionam as coisas. Temos uma infinidade de pseudo especialistas na internet e as pessoas deveriam parar de acreditar cegamente em conteúdo de blogs e comunidades de redes sociais, não estou dizendo que não há nenhuma verdade nestes meios, mas as pessoas que realmente querem saber não vão buscar informações em blogs e face e twitter. É óbvio não é?
      Mas muitas pessoas não compreendem isso, infelizmente eu já tive o desprazer de ter que responder centenas de pseudo especialistas que aparecem para comentar meus vídeos. Até onde eu pude perceber, todos esses louquinhos ficavam repetindo de forma completamente estérica o conteúdo de blogueiros que se auto intitulam especialistas em hamster.

      Na minha opinião, a coisa mais importante não é ler e sim raciocinar sobre o que você leu.
      Se todas as pessoas fizessem isso não existiria pseudo especialista neste mundo, mas a realidade é triste. Os nossos pseudo especialistas parecem não dispor deste tipo de pensamento, e eles acabam achando que são especialistas, só porque leram o blog de uma pessoa que se auto intitula especialista.

      E assim caminha a humanidade.